logotipo

Quem somos

Objetivo

O Grupo de Pesquisa Oficinas de História, reconhecido pelo CNPQ, dedica-se a pesquisas na área do ensino da História e busca contribuir para o aprofundamento de reflexões acerca deste campo de conhecimento, que vem merecendo uma crescente atenção no meio acadêmico.

O grupo

Criado em setembro de 2004 e sediado na Faculdade de Formação de Professores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (FFP – UERJ),em São Gonçalo, Rio de Janeiro, o grupo tem perfil interinstitucional, sendo uma reunião de pesquisadores vinculados a diversas instituições universitárias do Rio de Janeiro – Universidade do Estado do Rio Janeiro, Universidade Federal Fluminense, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Pontifícia Universidade Católica, Fundação Getúlio Vargas – e, também, de universidades de outros estados, como a Universidade Federal do Pará, a Universidade do Estado de Santa Catarina, a Universidade Federal do Mato Grosso do Sul e a Universidade de Passo Fundo.
O Oficinas também acolhe estudantes que atuam nos projetos ligados ao grupo e orientandos de graduação e pós-graduação de seus pesquisadores.

Breve histórico do grupo e de suas publicações

Entre 2005 e 2007, o Grupo Oficinas desenvolveu o projeto intitulado “O livro didático como discurso historiográfico”. Os resultados parciais das pesquisas sobre o tema do livro didático foram apresentados no seminário “Os livros de história na escola: trajetórias e usos”, ocorrido nos dias 12 e 13 de abril de 2007, na PUC-Rio. Em 2009, foi lançado livro pela Editora FGV, “A história na escola: autores, livros e leituras”, contendo a maioria dos textos apresentados.
Através de alguns de seus componentes, o grupo participou entre 2007 e 2009 do PRONEX Culturas políticas e usos do passado: memória, historiografia e ensino da história, onde realizou oficinas de ensino de história voltadas aos professores da Educação Básica. Ainda pelo PRONEX organizou um segundo seminário, “Ensino de História: Memória e Historiografia”, com convidados de diversas partes do Brasil, ocorrido em 2008. Publicou, com as contribuições de convidados e pesquisadores do grupo, um segundo livro, lançado em 2009, denominado “A escrita da história escolar: memória e historiografia.”
Entre 2009 e 2011, o grupo Oficinas desenvolveu o projeto denominado “Ensino de história e historiografia”, com financiamento da FAPERJ, na primeira edição do Edital Grupos Emergentes de Pesquisa. Entre seu conjunto de ações, destacou-se a organização do “Seminário Nacional O Valor da história Hoje”. Participaram do evento, diversos profissionais do âmbito da pesquisa historiográfica, bem como do ensino de história. O livro “Qual o valor da História hoje?” Foi publicado em 2012 com os principais resultados deste evento.
Em 2014 veio a público uma obra com convidados sobre o ensino de história e as formas de comunicação contemporâneas. O livro “ Ensino de História – Usos do Passado, Memória e Mídia” é o resultado de parcerias de pesquisadores do Oficinas que traduz algumas das preocupações de pesquisa do grupo.

No período entre 2011 e 2014 desenvolveu-se o Ciclo de Debates do Oficinas de História. Nele, o Oficinas convidou diferentes pesquisadores de expressão nacional para tratar de temas candentes para o ensino de História, como a formação de professores, consciência histórica, didáticas da história. Os temas foram abordados sob diferentes perspectivas, pelos convidados e pelos pesquisadores do Grupo. Daí surgiu, com apoio PRONEX, o Livro “O ensino de história em questão: cultura histórica, usos do passado” em 2015.
Pesquisadores do Oficinas também atuam na produção das Caixas de História local, um empreendimento que já criou caixas de diferentes municípios do Rio de Janeiro e que possui uma forte face de interação pedagógica em trono de documentos no ensino e aprendizagem da história.

Linhas de Pesquisa

As investigações desenvolvidas por seus integrantes orientam-se na direção de duas linhas de pesquisa básicas:
A primeira linha busca historicizar e problematizar a elaboração e veiculação de materiais e recursos didáticos relacionados à História – entre os quais destacam-se os livros didáticos e paradidáticos.
A segunda linha volta-se para as condições de formação e de exercício do ensino de História em nossa sociedade, discutindo as especificidades e complexidades dos saberes e práticas do dia-a-dia da sala de aula, sejam na escola ou na universidade.
Diálogos
Além de incentivar pesquisas e promover discussões sobre o ensino de História, o grupo se dedica a construir um espaço de trocas entre o ensino escolar da disciplina e a produção historiográfica. Para isso, existe o diálogo constante com os professores do Ensino Fundamental e Médio, através de:
– cursos e outros eventos acadêmicos: reuniões, seminários, oficinas etc;
– projetos que ocorrem nas escolas, destinados à pesquisa e à expressão criativa dos professores de história no exercício da docência no ensino básico;
– um espaço na internet onde o professor pode expressar suas opiniões, propor sugestões, questões e problemas relativos ao exercício de sua profissão e ao trato de sua disciplina.

Com este conjunto de ações e canais, o Grupo de Pesquisa Oficinas de História, contribui para a formação continuada dos profissionais de História, assim como, busca compreender os desafios da história ensinada, acreditando que o debate entre universidade e escola se encontra em permanente construção.

 

Conheça os professores e pesquisadores do Grupo Oficinas de História

 

Be Sociable, Share!