logotipo

Helenice Rocha faz um balanço do encontro com Kazumi Munakata pelo Ciclo de Debates

Em junho tivemos um encontro com Kazumi Munakata pelo Ciclo de Debates com os componentes do Grupo de Pesquisa Oficinas de História e ainda tivemos a presença do professor Ilmar R. de Mattos, para felicidade geral.

Pela manhã, Kazumi conversou com um pequeno grupo de pesquisadores sobre seu projeto atual, em andamento, que envolve outros pesquisadores e orientandos, sobre a cultura material escolar do início do século XX como fonte para pensarmos a mudança de paradigma educacional ocidental. Ele sintetiza como “educação pelos sentidos”, quando a experimentação se torna predominante na escola, substituindo a importância do discurso verbal.  Mostrou-se um belo e ambicioso projeto.

À tarde, para uma audiência de aproximadamente vinte pessoas, ele discorreu sobre o texto que nos enviou e procurou aprofundar alguns dos pontos, especialmente discutindo possíveis fragilidades dos textos e proposta de consciência histórica de Rüsen. Após sua fala, a pesquisadora do grupo, Rebeca Gontijo Teixeira fez uma intervenção, discordando da crítica à teorização sem exemplicação (prova) de Rüsen, Angela de Castro Gomes procurou saber como o autor (Rüsen) trata a memória na formação da consciência histórica. Helenice procurou fazer uma interrelação entre as diferentes falas já apresentadas no ciclo e a preocupação que demonstra uma parte dos pesquisadores do ensino de história que atuam na área de educação e procuram manter seu vínculo com a história e nela, na historiografia, tentando “aplicar” (nem sempre de forma bem sucedida) conceituais e metodologias da história às questões da sala de aula.

Foi um dia bastante rico de discussões, como não poderia deixar de ser com um convidado tão inquieto, inclusive em suas ideias.

Abraços a todos,

Helenice Rocha

Be Sociable, Share!


Deixe um comentário